Registo de algumas análises, farpas e aforismos no Facebook de José Adelino Maltez

22
Dez 11

"Tempos difíceis, mesmo muito, muito difíceis". Mas o Seguro ainda não morreu de velho.

 

Todas as mensagens da manhã me mandam: "vai trabalhar, malandro!". O problema da organização do trabalho nacional é que quem manda é mesmo uma malandragem. Quem tem paixão pelo trabalho não sabe o que são férias, feriados ou horas de sono. Basta que nos deixem ser felizes no trabalho, sem ordens, decretos, fichas e desordens com que enfeitam respectivos mandos. Basta mandá-los para o olho da rua.

 

A desordem bem organizada desta anarquia ordenada que se chama poder precisa de ser substituída pelo poder dos sem poder que nos liberte da falsidade. Ainda gostava de ver isto, um dia. Já chega de opressão com música celestial e literatura de justificação. Sem regeneração não sobreviveremos. Estou disponível para passar da resistência à construção

 

Antigamente, havia forças de bloqueio, agora há forças levianas. Destes bloqueios levianos, começo mesmo a ficar farto.

publicado por José Adelino Maltez às 20:26

Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Biografia
Bem mais de meio século de vida; quarenta e dois anos de universidade pública portuguesa; outros tantos de escrita pública no combate de ideias; professor há mais de trinta e cinco e tal; expulso da universidade como estudante; processado como catedrático pelo exercício da palavra em jornais e blogues. Ainda espera que neste reino por cumprir se restaure a república
Invocação
Como dizia mestre Herculano, ao definir o essencial de um liberal: "Há uma cousa em que supponho que ate os meus mais entranhaveis inimigos me fazem justiça; e é que não costumo calar nem attenuar as proprias opiniões onde e quando, por dever moral ou juridico, tenho de manifestá-las"......
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO