Registo de algumas análises, farpas e aforismos no Facebook de José Adelino Maltez

31
Mar 11

31 de Março de 2011

Mais outro sinal do fim do princípio. Ou de como a "consciência" dita "tranquila" já não engata.

Administrador deixa CTT após suspeitas sobre falsificação de currículo - Economia - PUBLICO.PT

economia.publico.pt

O administrador dos CTT foi nomeado para o cargo enquanto licenciado, de acordo com o despacho publicado em Diário da República, noticia o jornal i. No entanto, o curso de Economia não terá sido concluído, uma vez que Marcos Baptista não completou cadeiras suficientes para concluir uma licenciatura

1915Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez partilhou uma ligação.

31 de Março de 2011

De como se passa de bestial a besta, só porque não era verdade o querer dançar o tango. Nem oito nem oitenta. O nosso primeiro que ainda resta sempre viveu num equilíbrio instável entre o "animal feroz" e o "porreiro, pá". Nós é que ficámos entalados.

Jornal espanhol chama 'antipático' a Sócrates - Sol

sol.sapo.pt

José Sócrates é descrito como «um antipático contra todos» pelo diário espanhol ABC, que o compara a um condutor em contra-mão.

2726Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez partilhou uma ligação.

31 de Março de 2011

Só registo

Adelino Maltez diz que jovens estão a ser "injustiçados"

www.diariodeviseu.pt

Joomla - the dynamic portal engine and content management system

1Gosto ·  · Partilhar

publicado por José Adelino Maltez às 21:52

Março 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20



Biografia
Bem mais de meio século de vida; quarenta e dois anos de universidade pública portuguesa; outros tantos de escrita pública no combate de ideias; professor há mais de trinta e cinco e tal; expulso da universidade como estudante; processado como catedrático pelo exercício da palavra em jornais e blogues. Ainda espera que neste reino por cumprir se restaure a república
Invocação
Como dizia mestre Herculano, ao definir o essencial de um liberal: "Há uma cousa em que supponho que ate os meus mais entranhaveis inimigos me fazem justiça; e é que não costumo calar nem attenuar as proprias opiniões onde e quando, por dever moral ou juridico, tenho de manifestá-las"......
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO