Registo de algumas análises, farpas e aforismos no Facebook de José Adelino Maltez

07
Abr 11

7 de Abril de 2011

“Sócrates não podia ser o príncipe da renascença que nunca perdeu". Um depoimento em video, sintetizando a participação que hoje tive, pela manhã.

“Sócrates não podia ser o príncipe da renascença" - SAPO Vídeos

videos.sapo.pt

Adelino Maltez, professor de Ciência Política do ISCSP, faz uma antecipação do Congresso do PS.

210Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

7 de Abril de 2011

"Se correr mal talvez seja a última vez em que vamos ser chamados a participar numa decisão eleitoral porque o sistema a que pertencemos e de que somos parcela não mais vai acreditar em nós se não tivermos uma atitude diversa daquilo que são as consequências ontem anunciadas” (JAM, Lusa, hoje)

9Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

7 de Abril de 2011

“O próximo governo pode ser o coveiro do regime. Acho que tem que haver uma mentalidade de governo provisório ou de governo refundador da democracia…" (JAM Lusa)

13Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

7 de Abril de 2011

“E o que eu gostava era que partissem para este debate com uma espécie de acordo no desacordo. É um pouco inadmissível que num momento tão dramático como este não haja uma espécie de pacto entre a sociedade civil e os partidos”, porque a democracia portuguesa “corre um risco de descredibilização”. (cont.)

9Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez partilhou uma ligação.

7 de Abril de 2011

Nos próximos dois meses os principais partidos “vão gastar muitas energias na teoria do passa culpas”. Eles “estão a viver as últimas cenas de uma partidocracia fechada à sociedade civil”.

http://podium.publico.pt/Política/culpabilizacao-mutua-vai-marcar-discurso-politico-consideram-polit

podium.publico.pt

5Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

7 de Abril de 2011

"Isto é, ir além da mera aritmética parlamentar da partidocracia e assumir uma geometria social de apoio com sindicatos e forças morais das igrejas às maçonarias e com um claro empenhamento dos orgãos eleitos, nomeadamente pelo PR, que deve deixar de ser um simples notário do regime ou até fingir-se Pilatos lavando as mãos com as sucessivas inconfidências dos seus conselheiros de estado, ou seja pô-los na ordem."

157Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez partilhou uma ligação.

7 de Abril de 2011

Ainda não li o registo do que disse, mas transcrevo: "Acho que deviamos ter uma vida nova. Mudar o sistema para refundar o regime. Não para os pretensos governos de salvação nacional, sugeridos por banqueiros e donos de supermercados, mas pelo regresso a formas parecidas com o consenso que houve nos governos provisórios."

"Opinião de Adelino Maltez" - vozdoconcelho

vozdoconcelho.blogs.sapo.pt

Acho que deviamos ter uma vida nova. Mudar o sistema para refundar o regime. Não para os pretensos governos de salvação nacional, sugeridos por banqueiros e donos de supermercados, mas pelo regresso a formas parecidas com o concenso que houve nos governos provisórios. Isto é, ir além da mera aritmét

212Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

7 de Abril de 2011

Analista ou comentador económico é aquele que depois do jogo diz que o resultado era inevitável porque o que tem de ser tem muita força. Raramente diz que o árbitro não deveria ler levado o jogo para prolongamento. E que é inadmissível o desempate por grandes penalidades. Nada digo sobre a história do Calabote que afinal era mera lenda de chocolatinhos.

17Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

7 de Abril de 2011

O modelo da hermenêutica teológica continua, como muitos interpretadores livres do texto que não é o Texto: " Isto foi o que disse ao País na comunicação após a reunião do Conselho de Estado. No mesmo sentido, apelei a uma atitude de cooperação responsável por parte dos partidos da Oposição."

 

Aníbal Cavaco Silva

ANÍBAL CAVACO SILVA Nascido a 15 de Julho de 1939, em Boliqueime, Loulé (Algarve), Aníbal Cavaco Silva é licenciado em Finanças pelo Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras, Lisboa, e doutorado em Economia pela Universidade de York, Reino Unido. Foi investigador da Fundação Calouste Gulbenkian e dirigi...Ver mais

Página: 144.180 gostam disto

132Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez partilhou uma ligação.

7 de Abril de 2011

Uma manhã intensa, com hora e meia de "on line" na Sapo e com cerca de 1 700 comentários. Nem eu sei bem o que me saiu.

Sócrates e o Partido Socialista, que futuro? - Notícia Sapo - SAPO Notícias

noticias.sapo.pt

A meio de uma forte crise económica, José Sócrates demitiu-se do cargo de primeiro-ministro e quatro dias depois foi reeleito secretário-geral do PS com 93,3 por cento dos votos.

163Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

7 de Abril de 2011

Ser da classe política ou independente à espera de um convite é a grande azáfama de cerca de cinco mil portugueses entre os capitaleiros da sociedade de corte e os anjos da província que querem bilhete para uma adequada queda. Tudo em nome da defesa do quadrado de muitas vidinhas de subpolíticos profissionais pouco dados ao conselho antigo: vale mais torceres do que quebrares, tu não sabes fazer mais nada!

913Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez partilhou uma ligação.

7 de Abril de 2011

A única coisa que a classe política dos náufragos discute: qual o meu lugar na lista e quantos é que vamos meter. Porque a coisa está mesmo preta neste tem-te não caias... Telefona ao Relvas, Manel! E não te esqueças de recordar ao Renato Sampaio aquele belo almoço com o Sócrates. E tu, Paulinho, marca lá na agenda a feira da próxima semana...

PS a seis pontos do PSD, Passos sem maioria - Portugal - DN

www.dn.pt

O Barómetro da Universidade Católica para o DN, JN e Antena 1 indica que se as eleições se realizassem neste momento, o PSD ficava longe da maioria absoluta com 39% das intenções de voto. E com o PS a ganhar terreno com 33%, mais 7 pontos do que em Outubro passado. A distância é de apenas a seis pon

5Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

7 de Abril de 2011

"Os partidos - todos - têm de reflectir sobre as mudanças do mundo e reformular as suas estruturas e actualizar as suas ideias e comportamentos. Devem acabar com a crispação - que não conduz a lugar nenhum - e dialogar entre si, com respeito mútuo. Não podem ser um abrigo para as clientelas e para os interesses destas (Soares).

37Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

7 de Abril de 2011

" É essencial acabar com as chamadas parcerias públicas e privadas, dignificando o serviço público e eliminando os boys, que entram no Estado por via dos partidos e não por concurso público" (Soares)

17Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez partilhou uma ligação.

7 de Abril de 2011

"As lideranças que vão estar no congresso são as mesmas que querem integrar as próximas listas e estas são feitas por quem anda à volta do líder e de José Sócrates". "Os que estão a aguardar apoio para uma candidatura e que a querem até vão apoiá-lo [Sócrates] nos próximos tempos". Pelo menos até serem conhecidos os resultados das legislativas, nas quais Sócrates será recandidato a primeiro-ministro.

Pedido de ajuda não afasta coesão pedida por Sócrates no congresso | Económico

mobile.economico.pt

Notícias sobre economia actualizadas ao minuto, informação de mercados, empresas e política, vídeos diários, opiniões de analistas e especialistas

42Gosto ·  · Partilhar

 

Carlos Santos

7 de Abril de 2011

A obstinação socrática e o seu belo resultado! Ou, como dizia a Drª Manuela Ferreira Leite, o coveiro da pátria. Com dignidade, retirava-se, dado que afundou o país! — com José Teixeira E Melo e 38 outras pessoas.

publicado por José Adelino Maltez às 21:57

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Biografia
Bem mais de meio século de vida; quarenta e dois anos de universidade pública portuguesa; outros tantos de escrita pública no combate de ideias; professor há mais de trinta e cinco e tal; expulso da universidade como estudante; processado como catedrático pelo exercício da palavra em jornais e blogues. Ainda espera que neste reino por cumprir se restaure a república
Invocação
Como dizia mestre Herculano, ao definir o essencial de um liberal: "Há uma cousa em que supponho que ate os meus mais entranhaveis inimigos me fazem justiça; e é que não costumo calar nem attenuar as proprias opiniões onde e quando, por dever moral ou juridico, tenho de manifestá-las"......
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO