Registo de algumas análises, farpas e aforismos no Facebook de José Adelino Maltez

17
Mai 11

17 de Maio de 2011

Um urneirismo sem cidadania pode não dar obediência pelo consentimento. Isto é, pode ser legal e formal, mas tornar-se rapidamente ilegítimo. A legitimidade do título pode não confundir-se com a legitimidade do exercício. E não me apetece ter razão antes do tempo.

86Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

17 de Maio de 2011

Quando acabar a propaganda pura em que nos vão ilusionando e o acordo de resgate for traduzido para medidas de austeridade do quotidiano, o cinto do regabofe que nos apertar pode servir para chicote de revolta. E se tivermos um governo minoritário de cabrais, apenas clamando pela vitória no jogo urneiro, a patuleia será inevitável. Vale mais regeneração, já, mesmo sem D. Maria II.

6210Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

17 de Maio de 2011

Segundo as sondagens de ontem, os partidos da troika têm 84,1%. Em segundo lugar, vem a multinacional partidária europeia do PPE, com 48,7%. O PS está em terceiro, com 36,1%. Se reeditássemos a primeira coligação com o FMI, de 1978, PS e CDS teriam 48%. Se se fizesse uma coligação PS/PCP, 42,9%. Só a união das esquerdas (PS, PCP, BE) teria 49, 1% e seria esmagadora.

64Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

17 de Maio de 2011

As tradições democráticas portuguesas têm uma história pouco contada. Durante o primeiro governo de maioria relativa do PSD de Cavaco Silva (de 29%), esboçou-se uma alternativa oposicionista maioritária com o PS (de Vítor Constâncio), o PRD (de Eanes) e o CDS (de Adriano Moreira). O presidente de então, Mário Soares, recusou. Preferiu dissolver.

83Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez partilhou uma ligação.

17 de Maio de 2011

O memorando de entendimento assinado entre o Governo de gestão e a troika não está publicado na íntegra em português nem no portal do Governo, nem no portal do Ministério das Finanças, ao contrário do que José Sócrates disse pensar existir...

Governo só publicou em português resumo de 15 páginas do acordo com a troika - Economia - PUBLICO.PT

economia.publico.pt

Segundo verificou o PÚBLICO, nenhuma tradução integral do memorando de entendimento com as medidas que Portugal vai ter de aplicar nos próximos anos como contrapartida para receber o empréstimo exterior foi publicado em nenhum site oficial do Governo.Tanto no portal do Ministério das Finanças, como

1616Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

17 de Maio de 2011

Estudo do Expressso comentado por um catedrático de Direito jubilado diz que os processos de primeira instância em Portugal demoram em média 15 vezes mais tempo a chegar ao fim do que na Finlândia. Freitas do Amaral corre o risco de ser chamado a substituir o eterno sentenciador do nosso Observatório da Justiça, outro catedrático aposentado, mas de economia, e guru do Bloco de Esquerda.

publicado por José Adelino Maltez às 22:12

Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


28

31


Biografia
Bem mais de meio século de vida; quarenta e dois anos de universidade pública portuguesa; outros tantos de escrita pública no combate de ideias; professor há mais de trinta e cinco e tal; expulso da universidade como estudante; processado como catedrático pelo exercício da palavra em jornais e blogues. Ainda espera que neste reino por cumprir se restaure a república
Invocação
Como dizia mestre Herculano, ao definir o essencial de um liberal: "Há uma cousa em que supponho que ate os meus mais entranhaveis inimigos me fazem justiça; e é que não costumo calar nem attenuar as proprias opiniões onde e quando, por dever moral ou juridico, tenho de manifestá-las"......
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO