Registo de algumas análises, farpas e aforismos no Facebook de José Adelino Maltez

26
Jun 11

26 de Junho de 2011

Foi no jornal Expresso. Por volta de Março de 2005. Fiz o meu protesto na altura: http://tempoquepassa.blogspot.com/search?q=nuno+crato

Sobre o tempo que passa

tempoquepassa.blogspot.com

Espremer, gota a gota, o escravo que mantemos escondido dentro de nós. Porque nós inventámos o Estado de Direito, para deixarmos de ter um dono, como dizia Plínio. Basta que não tenhamos medo, conforme o projecto de Étienne la Boétie: "n'ayez pas peur". Na "servitude volontaire" o grande ou pequeno

2319Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

26 de Junho de 2011

"a um cientista ou a qualquer amante da ciência custará ver esta palavra tão mal empregue. Não há nenhuma ciência da diplomacia nem nenhuma ciência da política ou do direito. São actividades humanas nobres, que podem ser estudadas com rigor, mas esse estudo, tal como o da história ou o da literatura, não constitui uma ciência. E talvez nunca venha a constituir."

711Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

26 de Junho de 2011

Estes cristãos-novos dos métodos quantitativos, especialmente em áreas onde, por esse critério, muitas ciências não seriam científicas, deviam ser condenados a ler Pascal para se "finessificarem" e reciclarem pelo simples método da verdade...

1712Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

26 de Junho de 2011

Dizem várias pessoas em quem confio e que os conhecem que futuros responsáveis pelas decisões educativas são excelentes científicos e ilustríssimos matemáticos. Espero que respeitem a ciência e a a matemática, acabando com esta instrumentalização do científico e do matemático em contas de sumir e charlatanismo estatístico que não vê um boi diante do palácio.

913Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

26 de Junho de 2011

Estou a pensar na desgraça de hiper-informação empírico-analítica a que nos condenaram os pardais e manitus do costume. Qualquer tipo de bom senso mandava-os dar uma volta ao bilhar grande. Anexo um desses notáveis exemplos da universidade a que chegámos

82Gosto ·  · Partilhar

 

José Adelino Maltez

26 de Junho de 2011

Chegou o chefe no avião da carreira e acabaram as especulações sobre os secretariáveis. Ontem, Santana Lopes, que bebe do fino, nada disse aos costumes. Hoje, Marcello Rebelo de Sousa vai continuar nas alturas. Bispo não costuma tratar de trocos.

publicado por José Adelino Maltez às 22:23

Junho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
17
18

20
22

29


Biografia
Bem mais de meio século de vida; quarenta e dois anos de universidade pública portuguesa; outros tantos de escrita pública no combate de ideias; professor há mais de trinta e cinco e tal; expulso da universidade como estudante; processado como catedrático pelo exercício da palavra em jornais e blogues. Ainda espera que neste reino por cumprir se restaure a república
Invocação
Como dizia mestre Herculano, ao definir o essencial de um liberal: "Há uma cousa em que supponho que ate os meus mais entranhaveis inimigos me fazem justiça; e é que não costumo calar nem attenuar as proprias opiniões onde e quando, por dever moral ou juridico, tenho de manifestá-las"......
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO