Registo de algumas análises, farpas e aforismos no Facebook de José Adelino Maltez

03
Jul 11

Ai do regime se cair nas parangonas sensacionalistas de um jornal de hoje, entre bufarias sobre derrotados, espionites da futebolítica e promessas incumpríveis vindas dos vencedores. Tudo agrava a esquizofrenia, do vingar é fácil. Temo pelo coice do populismo.

 

Senhores ministros e secretários de Estado, arredem de vós os pretensos manipuladores do "agenda setting"!

 

Senhores ministros e secretários de Estado, reparai como os mais rápidos aduladores de hoje, ainda há dias ou hà meses vos declaravam feios, porcos e sujos...

 

Fazei aos outros o que ele não vos fizeram. Não chega não fazer aos outros o que eles vos fizeram.

 

 Mas se fizerem a mesma coisa aos que já eram os outros para os outros, acrescentando outros aos outros, nunca mais seremos nós. A maioria calada que vos permitiu aí chegar, depressa será de outra maioria moral, dos homens felizmente revoltados. Lá estarei mais uma vez.

publicado por José Adelino Maltez às 12:22

Junho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
28
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Biografia
Bem mais de meio século de vida; quarenta e dois anos de universidade pública portuguesa; outros tantos de escrita pública no combate de ideias; professor há mais de trinta e cinco e tal; expulso da universidade como estudante; processado como catedrático pelo exercício da palavra em jornais e blogues. Ainda espera que neste reino por cumprir se restaure a república
Invocação
Como dizia mestre Herculano, ao definir o essencial de um liberal: "Há uma cousa em que supponho que ate os meus mais entranhaveis inimigos me fazem justiça; e é que não costumo calar nem attenuar as proprias opiniões onde e quando, por dever moral ou juridico, tenho de manifestá-las"......
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO