Registo de algumas análises, farpas e aforismos no Facebook de José Adelino Maltez

18
Set 11

Para evitarmos que o "Sr. Silva" fique dependente tanto do "fascista do PND", como "três lobies que mandam em Lisboa (da comunicação social, Gay e da droga)", e assim resistirmos à conspiração internacional da maçonaria, nada mais libertador do futuro do que subscreverem a minha colossal obra de endividamento que, por legítima defesa e estado de necessidade, ocultei ao mafarrico de um Estado, destruidor do meu estadão.

 

Segundo o nosso correspondente no Funchal, a região demarcada de Jardim está prestes a pedir a integração no "Principado da Pontinha", que "preenche todos os requisitos exigidos pelo Direito Internacional Público para ser reconhecido como um Estado soberano e independente", visto que possui "território, domínio sobre este, povo e a respectiva Carta Monárquica Constitucional". Qualquer um pode assinar a petição.

 

Numa primeira reacção ao evento, alguém ligado à operação terá dito: "há uma coisa que aprendemos com os ingleses que nos ocuparam as concessões, o my house, my kingdom. Chegou a hora de todos os portugueses e de todos os europeus cumprirem o seu destino libertador! Não fazemos isto pela Madeira, mas pelo Mundo! Os amanhãs já cá cantam. A nossa região libertada vai ficar nos anais da história! Endividados de todo o mundo, uni-vos"

 

(Publicado, com adaptações no Forte Apache)

publicado por José Adelino Maltez às 12:35

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Setembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10


20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Biografia
Bem mais de meio século de vida; quarenta e dois anos de universidade pública portuguesa; outros tantos de escrita pública no combate de ideias; professor há mais de trinta e cinco e tal; expulso da universidade como estudante; processado como catedrático pelo exercício da palavra em jornais e blogues. Ainda espera que neste reino por cumprir se restaure a república
Invocação
Como dizia mestre Herculano, ao definir o essencial de um liberal: "Há uma cousa em que supponho que ate os meus mais entranhaveis inimigos me fazem justiça; e é que não costumo calar nem attenuar as proprias opiniões onde e quando, por dever moral ou juridico, tenho de manifestá-las"......
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO