Registo de algumas análises, farpas e aforismos no Facebook de José Adelino Maltez

07
Abr 11


SAPO Notícias: 
Bom dia. Temos connosco o professor de Ciência Política Adelino Maltez para comentar a actuação do Governo e analisar o papel do Partido Socialista. Vamos dar início ao fórum.

 

10:32

 

SAPO Notícias: Depois da demissão de José Sócrates do cargo de primeiro-ministro, da sua reeleição como secretário-geral do PS e da confirmação de um pedido de ajuda financeira que sempre foi rejeitado pelo Governo, pensa que a estabilidade do PS está a ser afectada?

 

     

 

10:37

 

Adelino Maltez: Há momentos em que os partidos são sistemas fechados e que vivem em auto clausura reprodutiva, isto é, são marcados por aquilo a que se chamava de sociedade de corte. Há uma oligarquia e essa oligarquia é escolhida pelo líder e portanto é natural que oligarquia escolha quem os escolheu. Isto acontece em partidos com sistema fechado mas está a acontecer em muitos segmentos da sociedade portuguesa como nas universidades onde as escolhas são de conselhos gerais, ou seja representates da sociedade civil escolhidos pelo reitor que elegem o reitos. E os resultados são melhores do que no PS, por exemplo na principal universidade de Lisboa o resultado é 100%. Chama-se a isto oligarquia fechada, corporativismo e entupimento da democracia. 90% dos activistas que vão ao congresso do PS querem é saber qual é o lugar que eles ou os respectivos sub-chefes vão ocupar nas listas, qual o "tacho" que não vão perder, ou se o sistema da engenharia de cunha ainda funciona.

 

10:37

 

[Comentário de Ana Costa ] 

Bom dia. Para que serve o Congresso do PS e quais vão ser os principais temas?

 

 

10:44

 

A.M: O Congresso serve para consagração do líder eleito e de pretexto para espectáculos de pronunciamento para telejornal e eventuais tempos de antena, neste momento de pré-campanha. Não consta que vozes críticas ou sensatas como as do ex-ministro Carrilho ou do Medeiros Ferreira estejam programadas. Além disso alguns líderes de distritais têm que mostrar a sua capacidade de recrutamento de claques à maneira do futebol, tipo Renato Sampaio. E por ironia do destino escolheram Matosinhos onde certamente será lido o relatório interno sobre o que aconteceu ao ministro Sousa Franco e como foram premiados os faltores de tais desacatos.
Nunca como hoje Portugal teve tanta necessidade de um PS herdeiro da sua tradição pluralista e responsável. Falta de vozes independentes neste congresso não tem a ver com a história do partido e é pena que determinados dirigentes, ainda marcados por esse sentido de responsabilidade tenham de lá ir fazer o teatro do apoio. Basta recordar na história da democracia portuguesa, o PS foi o gestor de duas recepções do FMI: uma em 1978, com um um verno Mário Soares apoiado pelo CDS, e outra em 1983/1985, com um governo de coligação com o PSD, e curiosamente, hoje, o FMI é dirigido por um distinto socialista Dominic Strausskan e que no BCE há um antigo secretário-geral do PS, o Vitor Constâncio. Portugal bem precisava desta boa capacidade de influência do PS e da internacional socialista junto dos principais gestores da geo-finança, que são precisamente socialistas.

 

10:44

José Sócrates tem hipótese de ser reeleito primeiro-ministro?
Sim

 ( 40% )

Não

 ( 60% )

 

 

10:45

 

[Comentário de António Silva ] 

José Sócrates tem alguma hipótese de ser reeleito para primeiro-ministro?

 

10:46

 

A.M: Em termos de aritmética das sondagens, até de hoje, não está mal colocado para animar a esperança de não perder as eleições. Basta que o sistema de propaganda invente outra história, alterando o vilão e o enredo. Tenho pena de compararmos o país com o espírito de telenovela porque o burlesco pode ser trágico.

 

 

10:47

 

SAPO Notícias: Deverá José Sócrates demitir-se do cargo de secretário-geral caso o PS perca as eleições legislativas? Os socialistas precisam de um novo líder?

 

10:48

 

A.M: Em 20 de Março de 2011 os lábios do Eng. José Sócrates disseram :"Eu não estou disponível, da minha parte, para governar com o FMI"...é a distância que vai dos lábios á lábia. Já vi um porco a andar de bicicleta.

 

 

10:49

 

A.M: Em estratégia, chama-se a isso points of non return. O banqueiro Salgado ainda há poucas semanas, além de apoiar Sócrates, defendia o TGV e o novo aeroporto. Há dois dias também mudou a lábia.

 

10:50

 

[Comentário de Mateus Gouveia ] 

Como é que um Primeiro-ministro que provocou toda esta situação e rutura económica e financeira, continua a ter nas sondagens 33% dos votos. O povo Português é assim tão ignorante que não sabe verdadeiramente o mal que este PM causou ao país!?

 

 

10:52

 

AM: O povo é quem mais ordena e só de vez em quando é que escolhe aquelas mudanças democráticas que Karl Popper qualificava como "golfes de estado sem infusão de sangue". Mas sempre pode ser que a próxima decisão popular altere as circunstâncias e aponte para um new deal. Resta saber se tudo vai ser enquadrado por um novo pacto entre os partidos e a sociedade civil.

 

10:53

 

[Comentário de Gonçalves ] 

Acha que existem alternativas crediveis em Portugal? acontece que tem tem governado este País é o PS com e sem D e chegamos a isto, acha que deveria existir uma outra politica inovadora sem ser esta dualidade?

 

 

10:53

O Partido Socialista precisa de um novo líder?
Sim

 ( 65% )

Não

 ( 35% )

 

10:56

 

AM: Acho que deviamos ter uma vida nova. Mudar o sistema para refundar o regime. Não para os pretensos governos de salvação nacional, sugeridos por banqueiros e dosnos de supermercados, mas pelo regresso a formas parecidas com o concenso que houve nos governos provisórios. Isto é, ir além da mera aritmética parlamentar da partidocracia e assumir uma geometria social de apoio com sindicatos e forças morais das igrejas às maçonarias e com um claro empenhamento dos orgãos eleitos, nomeadamente pelo PR, que deve deixar de ser um simples notário do regime ou até fingir-se Pilates lavando as mãos com as sucessivas inconfidências dos seus conselheiros de estado, ou seja pô-los na ordem.

 

 

10:56

 

[Comentário de Carlos Marques ] 

A imagem de Sócrates está desgastada. O PS precisva de um novo líder. Quem?

 

11:00

 

AM: OS PS precisava de uma nova atitude dentro da sua autonomia. Seria deselegante fazer como alguns empresários e dar palpites. Há uma elite socialista, de grande qualidade com provas dadas, e que não pode fazer como Jaime Gama e despedir-se. Talvez lembrado da refeição de marechais, que ele comandou, e escolheu Sócrates como líder de transição. Da mesma maneira, os ausentes presentes, os da gerontocracia como Mário Soares, têm o dever de sujar as mãos e deixar-se de palpites, há maneira dos treinadores de bancada. O PS de homens livres é urgente, até para evitar a criação de forças como o BE, dado que sempre foi tradicional no PS ser o grande reciclador de ex-comunistas e ex-trotsekistas.

 

 

11:00

 

[Comentário de Daniel Silva ] 

Caso a direita (PSD ou PSD com CDS) ganhe as eleições sem maioria, uma coligação entre o PS e PSD será inevitável. Acredita que Socrates possa aceitar ser o número 2 de um futuro governo?

 

11:01

 

AM: É possível, como até é possível haver ministros do PCP para um novo governo provisório de transição. Disse-o publicamente, na noite das últimas legislativas. Era o começo do new deal.

 

 

11:02

 

[Comentário de zé carlos ] 

bom dia! Uma das coisas que me angustia no actual sistema politico português é a forma como os partidos se afastam da sociedade civil e a mesma tende a divergir destas organizações. Deste divorcio há muito anunciado não poderá surgir outro "salvador" ao estilo de Salazar?

 

11:03

 

AM: Impossível. Os golpes militares já são técnicamente impossíveis e as ameças de revolução soviética fazem parte de filmes de ficção. Segundo, é mesmo verdade que a nossa soberania é condicionada. Felizmente, está na cooperativa de soberanias da UE.

 

 

11:03

 

[Comentário de Eduardo Casinhas ] 

Nesta crise não devemos ignorar o papel do Dr. Victor Constâncio, enquanto Governador do BdP.

 

11:05

 

AM: Devemos é conhecê-lo e não me dá a tentação de o transformar em bode expiatório por causa do BPN. Tenho a impressão que, com todos os seus defeitos, é um homem patriota e responsável e que, mesmo nas actuais funções, será sempre um aliado dos interesses nacionais. É um dos nosso factores de poder nacional, não gosto de dar tiros nos pés.

 

 

11:05

 

[Comentário de João Ricardo ] 

Mas não estaremos perante um problema mais alargado de credibilidade de toda a classe política?

 

11:07

 

AM: Sim. Entre o PS e os irmãos inimigos, vira o disco e toca o mesmo. a democracia tem dois inimigos principais, aqui e na Europa: o indiferentismo e a corrupção, que são problemas transnacionais.

 

 

11:07

 

[Comentário de Maria Coutinho ] 

Limito-me a agradecer a ideia de sistema fechado. Porque por vezes desconhecemos certas ideias, e também as nossas cabeças (black boxes) não se abrem para hipóteses alternativas. Todos precisamos de cultura democrática e de informação, para podermos pensar livremente. O Sócrates ou o Passos Coelho não têm que ser as duas únicas alternativas, quando há por aí tanta gente bem intencionada e até culta. Venham mais lições.

 

11:08

 

[Comentário de Conceição ] 

Será que o povo português farto de lhe faltarem repetidamente à verdade no que diz respeito ao estado real de portugal?

 

 

11:10

 

AM: Sim. Além da fuga de capitais, a resposta é mais explícita na fuga de gente sobretudo de jovens qualificados. E mostramos total incapacidade de estabelecermos um plano de regresso para os portugueses de sucesso no domínio empresarial, universitário, artistico ou científico. Nos começos desta democracia eles foram pescados quase um a um. A tendência suicida é tal que em muitas instituições, quando algum mais capacitado abandona, o silêncio da luta de invejas quase esfrega as mãos com os sucessivos empobrecimentos desta quase ditadura da incompetência que se espalhou como vermes.

 

11:11

 

[Comentário de João ] 

Porque é que os politicos não são responsabilizados criminalmente pelos erros cometidos?

 

 

11:12

 

AM: Já está na lei, há cerca de 3 décadas, essa responsabilização. Na teoria, a prática é outra. Talvez pedir um inquérito ao senhor PGR mas a principal sanção devia ser a de terem vergonha.

 

11:12

 

[Comentário de Paulo ] 

só lamento que transpareça para a opinião publica que tudo isto é por culpa do Socrates e que se mudar-mos de primeiro ministro tudo fica resolvido.... Penso que um dos grandes problemas em que o nosso País esteve e está mergulhado é de uma clara falta de uma oposição credível... no meu entender muita da falta de credibilidade do nosso País tem hoje lá fora, acabou por se desmorenar com a não aprovação do PEC4... se temos um primeiro ministro incompetente a alternativa dá sinais do mesmo...

 

 

11:13

 

[Comentário de Georgina ] 

claro que tem hipotese. Foi o primeiro ministro com mais coragem e determinação que jamais tivemos. Mexeu em lobis que ninguem teve coragem de fazer. o psd é um partido reçaviado com Socrates. Ele apanhou com a bola de neve na mão que já vinha a aumentar desde o tempo do Cavaco. E tambem teve azar com o PR em vigor, cujo titulo se fosse rei era o "Não me pronuncio" e quando fala tambem e comum dizer asneira. O rastilho desta crise foi provocada pelo PR.

 

11:14

 

AM: Não sou especialista em indícios mas a crise resultou de sermos conservadores do que está face a um modelo desenvolvimentista imposto pela UE quando éramos bons alunos, e quando o actual PR era PM de Portugal. Nunca devíamos apostar na monocultura, deviamos ter sempre conservado reservas estratégicas para outros modelos de produção económica. Os erros derivam da nossa incapacidade de flexões conforme os ventos da história.

 

 

11:15

 

[Comentário de João ] 

Caso o PS perca as eleições e o PSD não conseguir formar um governo de maioria, volta tudo ao mesmo ?

 

11:16

 

AM: Ficamos muito mais pobres e sem esperança. E vai, naturalmente, surgir a faísca da revolta com inevitáveis populismos e eventuais autoritarismos.

 

 

11:17

 

[Comentário de Luis Lucas ] 

O que poderá o cidadão assistir com o new deal, que implicações tem? Será uma convergência a bloco central das 5 forças politicas?

 

11:18

 

AM: Portugal nunca como hoje precisou tanto de um centro. Não o bloco central mole e difuso que juntou a esquerda moderna e a direita dos interesses mas um centro excêntrico, radical e federador que não conceba as direitas e as esquerdas como os endireitas e os canhotos para benefícios dos bonzos.

 

 

11:19

 

[Comentário de Guest ] 

Não acha que a atitude arrogante de Sócrates e a sua teimosia demonstram que ele tem um projecto pessoal que o leva a passar para segundo plano os interesses dos cidadãos?

 

11:20

 

AM: Os interesses dos cidadãos e os interesses do PS. Ficamos todos dependentes de uma constipação mal tratada. Sócrates tem muito da tipologia de líderes de democracias como João Franco e outros do mesmo género, que consideram o principado superior à República.

 

 

11:20

 

[Comentário de Daniel Santos ] 

Não estará o PS a cometer o mesmo erro com José Sócrates como fez com o Manuel Alegre?

 

11:21

 

AM: Não me parece. Alegre, antes de ter o apoio oficial do PS, bem dizia que o Socratismo era o resultado da tríade "imagem, sondagem, sacanagem".

 

 

11:22

 

[Comentário de Maria Santos ] 

Porque é que o PSD não aceitou as medidas propostas pelo governo e aceita tudo o que for pedido pelo FMI?

 

11:24

 

AM: Isso é propaganda do PS. Passos Coelho não é camarada da Strausskan, é companheiro de partido europeu da senhora Merkel e bateu-lhe o pé, não obedecendo à ordem  que ela deu a Portugal para mais uma produção pecuária, com rações importadas.

 

 

11:24

 

[Comentário de Marco ] 

Não acha que o tempo de um mandato é demasiado? Será que se existisse maior rotatividade no nosso governo o mesmo seria de melhor qualidade?

 

11:26

 

AM: Não. hoje todos os grandes contratos são pluriorçamentais e mesmo as relações com a UE ultrapassam até os 4 anos. E não nos esqueçamos que a crise aconteceu precisamente porque o orçamento de estado português , segundo o novo regime europeu, tem de ser concensualizado em Bruxelas até ao fim do primeiro semestre de cada ano. As decisões anteciparam-se e passaram a abranger tempos de governos superiores a 4 anos.

 

 

11:26

 

[Comentário de MARIA ] 

Bom dia! considero que a descrição que fez na sua 1ª resposta em relação à "vida" do PS é verdade, mas também é verdade que se passa o mesmo em relação a TODOS os partidos, sem excepção! A vida politica nacional te-se pautado por uma fila imensa de politicos sem qualquer escrupulo, sem espirito de missão, e sem sentido de estado. Todos os que tiveram, até ao momento, responsabilidades na governação, desde à 25/30 anos até ao momento, são sem sombra de dúvida, culpados de tudo quanto de MAU tem acontecido a este PAÍS. No minimo deveriam ser julgados por LESA PÁTRIA! TODOS SEM EXCEPÇÃO!!!

 

11:26

 

[Comentário de Diniz ] 

Qual será o papel de Rui Rio nos próximos episódios da política portuguesa? poderá vir a ser PM?

 

 

11:27

 

AM: Ele quer ser o D. Sebastião que vem do norte, vestido de D. Quixote. Só que os portugueses andam de burro e preferem o Sancho Pança.

 

11:28

 

SAPO Notícias: Para concluir, que espírito vai marcar os próximos meses?

 

 

11:29

 

AM: Tempos de dramatismo que, se forem de crise confrome o sentido grego da palavra, são tempos que antecedem aquilo que nos tem faltado: uma decisão baseada em autênticos compromissos.

 

11:29

 

SAPO Notícias: Chegámos ao fim da conversa com o professor Adelino Maltez. Agradecemos a participação de todos.

 

 

 

publicado por José Adelino Maltez às 16:06

Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Biografia
Bem mais de meio século de vida; quarenta e dois anos de universidade pública portuguesa; outros tantos de escrita pública no combate de ideias; professor há mais de trinta e cinco e tal; expulso da universidade como estudante; processado como catedrático pelo exercício da palavra em jornais e blogues. Ainda espera que neste reino por cumprir se restaure a república
Invocação
Como dizia mestre Herculano, ao definir o essencial de um liberal: "Há uma cousa em que supponho que ate os meus mais entranhaveis inimigos me fazem justiça; e é que não costumo calar nem attenuar as proprias opiniões onde e quando, por dever moral ou juridico, tenho de manifestá-las"......
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO