Registo de algumas análises, farpas e aforismos no Facebook de José Adelino Maltez

03
Mai 11

Só um português minoritário. Não acredito em Sócrates e não subscrevo Catroga. Nem com Blackberry.

publicado por José Adelino Maltez às 18:03

O Primeiro ministro anuncia às 20h30 em comunicação ao país o acordo a que Portugal chegou com a delegação da Troika (FMI, BCE e UE) para concessão de um apoio ao país. Amanhã delegação da Troika comunicará pormenores do acordo.

 

Os comentadores do jogo Barcelona-Real anunciam: "a não perder, ao intervalo, a comunicação do Senhor Primeiro Ministro sobre a ajuda". Entretanto, o árbitro não marca grande penalidade. O treinador recebeu cartão vermelho e não pode orientar a equipa. A de futebol. Aqui só o Teixeira dos bancos...

 

Teixeira dos Santos foi autorizado pelo arbitroika a assistir à conferência de imprensa que anuncia a nossa eliminação da eliminatória. Ainda pensavam que isto era só bolas. Usem a relva!

 

"O governo conseguiu um bom acordo..."

 

"O meu primeiro dever é tranquilizar os portugueses"

 

"Não vai haver revisão constitucional"

 

"Não vai haver privatização da Caixa"

 

Por outras palavras, "não posso entrar em muitos detalhes" (ele apenas quer dizer que a troika subscreveu o programa de governo do PS, mas fingiu que o não disse)

 

Só falta dizer que o FMI, o BCE e a UE vão votar no PS, mesmo sem Teixeira dos Santos a candidato.

 

"Nenhuma nação vence sem confiança em si própria".

 

"Nós vamos vencer esta crise". Pum!

 

publicado por José Adelino Maltez às 17:36

Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9


28

31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Biografia
Bem mais de meio século de vida; quarenta e dois anos de universidade pública portuguesa; outros tantos de escrita pública no combate de ideias; professor há mais de trinta e cinco e tal; expulso da universidade como estudante; processado como catedrático pelo exercício da palavra em jornais e blogues. Ainda espera que neste reino por cumprir se restaure a república
Invocação
Como dizia mestre Herculano, ao definir o essencial de um liberal: "Há uma cousa em que supponho que ate os meus mais entranhaveis inimigos me fazem justiça; e é que não costumo calar nem attenuar as proprias opiniões onde e quando, por dever moral ou juridico, tenho de manifestá-las"......
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO