Registo de algumas análises, farpas e aforismos no Facebook de José Adelino Maltez

05
Jul 11

Revi hoje um entrevista que dei à SICN em cima do anúncio da candidatura de Fernando Nobre por Passos Coelho. Chamei-lhe nota de pé-de-página, discussão do sexo dos anjo com que procurávamos tapar o sol da verdade com uma peneira. Arrisquei que haveria em 5 de Junho um golpe de estado sem efusão de sangue. E falei do governo de pacto entre as duas principais multinacionais partidárias da Europa...Não tardará.

Há muitos anjos que entrarão em queda e dos quais ainda não rezam as estórias, entre novos deputados e novos governantes. O caso Fernando Nobre não é propriamente o da luta dos independentes contra a classe política, mas de um feitiço que, depois de dar os primeiros passos na sociedade de corte, na qualidade de feiticeiro, não se apercebeu que apenas estava a dar os últimos, isto é, que estava a ser endrominado.

Ontem foi exemplar a intervenção do Engenheiro Fernando Santos na RTP, no Prós e Contras, sobre a Grécia. Mostrou vivências, sem tradução dos telegramas da agências de ratação de notícias que colonizam a aldeia global, com fantasmas e preconceitos. Esse olhar antropológico de português andarilho devia fazer pensar por cá os que vão alinhando na contra-informação conveniente aos grande donos do poder.

O Estado a que chegámos é este: senhor cidadão, Vossa Excelência tem toda a razão substancial, infelizmente a exposição tem que ser rejeitada pelo facto de o acto impugnado não ser susceptível de recurso para o membro do governo que o tutela, pelo que lhe resta recorrer aos tribunais competentes. É assim todos os dias, há muitos anos, desde o Marquês de Pombal. Estado de direito, só se for de direito administrativo.

As leis orgânicas são o habitual lixo orgânico de qualquer mudança. Devia haver uma lei supra-orgânica que desfizesse a hipótese de qualquer conjuntura se decretar como estrutura. Bastava um conhecimento modesto sobre essas coisas supremas. Ministro vem de "servus ministerialis", escravo do ofício e quer dizer o mesmo que funcionário, oficial ou... vigário. Logo, deixem-se dos contos deste!

publicado por José Adelino Maltez às 21:21

Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

15
16

17
19
20
22
23

25
26



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Biografia
Bem mais de meio século de vida; quarenta e dois anos de universidade pública portuguesa; outros tantos de escrita pública no combate de ideias; professor há mais de trinta e cinco e tal; expulso da universidade como estudante; processado como catedrático pelo exercício da palavra em jornais e blogues. Ainda espera que neste reino por cumprir se restaure a república
Invocação
Como dizia mestre Herculano, ao definir o essencial de um liberal: "Há uma cousa em que supponho que ate os meus mais entranhaveis inimigos me fazem justiça; e é que não costumo calar nem attenuar as proprias opiniões onde e quando, por dever moral ou juridico, tenho de manifestá-las"......
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO