Registo de algumas análises, farpas e aforismos no Facebook de José Adelino Maltez

29
Ago 09

O interessante  acto de teatro de Estado em que o Presidente Cavaco não comentou os comentários sobre o segredo, também de Estado, das improváveis vigilâncias e das eventuais fugas de informação da respectiva casa civil, porque assumiu uma dimensão simbólica, apenas nos permite apenas elogiar a capacidade de encenação manifestada, com tanto rigor técnico. A cena vale mais pelo todo do que pelo texto das palavras expressas, sempre inseríveis noutro contexto. Vale, sobretudo, pelo rito facial de dramatismo. Ora, como salienta Lévi-Strauss,  “os factos sociais são, ao mesmo tempo, coisas e representações” e é o pensamento simbólico que “torna a vida social ao mesmo tempo possível e necessária”, dado que “os símbolos são mais reais do que aquilo que simbolizam”, até porque “o significante precede e determina o significado”. Assim, a razão de Estado da teledemocracia não permite que desviemos as atenções desse ritual político, onde não há factos mas apenas interpretação de factos, dado que, muitas vezes, o que parece, e o que aparece, é o que efectivamente passa a sê-lo. Só os manuais dessa claríssima geometria das angulosidades rectas nos permitem concluir que o quadrado da hipotenusa do actual paralelograma de forças pode ser igual ao quadrado dos catetos que a provocaram, coisa que tanto pode ir do “gato escondido com o rabo de fora” à falta de respeito que as fontes geralmente bem informadas manifestaram pelo actual Estado em figura humana.  Logo, muito atenciosamente, não comentaremos o comentário. 

publicado por José Adelino Maltez às 22:57

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28

30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
Biografia
Bem mais de meio século de vida; quarenta e dois anos de universidade pública portuguesa; outros tantos de escrita pública no combate de ideias; professor há mais de trinta e cinco e tal; expulso da universidade como estudante; processado como catedrático pelo exercício da palavra em jornais e blogues. Ainda espera que neste reino por cumprir se restaure a república
Invocação
Como dizia mestre Herculano, ao definir o essencial de um liberal: "Há uma cousa em que supponho que ate os meus mais entranhaveis inimigos me fazem justiça; e é que não costumo calar nem attenuar as proprias opiniões onde e quando, por dever moral ou juridico, tenho de manifestá-las"......
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO