Registo de algumas análises, farpas e aforismos no Facebook de José Adelino Maltez

04
Jul 11

A nossa "sociedade de corte", bem capitaleira, já não é a "corte na aldeia"..."da roupa branca", nem o velho "pátio das cantigas". Vale a pena ler esta história, sobre os verdadeiros meandros mercantilistas do "estado a que chegámos"...

 

É a velha técnica da antropofagia e do lavar as mãos como Pilatos. Foram sempre os outros...

 

Preocupa-me a falta de adequada blindagem de balneário dos novos donos do poder...Convinha um estágio com Pinto da Costa

 

Em pulhítica, há alguns vencedores que vão dizendo para os seus botões: "o crime compensa". Já em público dizem o preciso contrário. Fazem parte da raça pura do chico esperto. Acabei de confirmar a notícia. Não a deste episódio, mas o de outra telenovela.

 

Que sejam ministros felizes! E deputados contentes!

 

Como está senhor contente? Como está senhor feliz? Diga à gente, diga à gente, como vai este país?

publicado por José Adelino Maltez às 13:44

Julho 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

15
16

17
19
20
22
23

25
26



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Biografia
Bem mais de meio século de vida; quarenta e dois anos de universidade pública portuguesa; outros tantos de escrita pública no combate de ideias; professor há mais de trinta e cinco e tal; expulso da universidade como estudante; processado como catedrático pelo exercício da palavra em jornais e blogues. Ainda espera que neste reino por cumprir se restaure a república
Invocação
Como dizia mestre Herculano, ao definir o essencial de um liberal: "Há uma cousa em que supponho que ate os meus mais entranhaveis inimigos me fazem justiça; e é que não costumo calar nem attenuar as proprias opiniões onde e quando, por dever moral ou juridico, tenho de manifestá-las"......
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO